Resumo dos samba-rock

terça-feira, 24 de outubro de 2017

MARIA JOGA ÁGUA NO TERREIRO – ZÉ DEDÃO / NILTON ALBUQUERQUE

MARIA JOGA ÁGUA NO TERREIRO – ZÉ DEDÃO / NILTON ALBUQUERQUE

Dona Maria
Mas, o dono da casa mandou
Joga água no terreiro
Pra não levantar poeira
Poeira olha Dona Maria, poeira
Poeira olha Dona Maria, poeira
E Dona Maria!
Dona Maria o dono da casa mandou
Joga água no terreiro
Pra não levantar poeira
Poeira olha Dona Maria, poeira
Poeira olha Dona Maria, poeira
Também mandou
Que avisasse os pagodeiros
Quem não sabe versar
É melhor não entrar no samba
Que é pra não atrapalhar
A beleza, a brincadeira
Se ficar assim
Vamos brincar a noite inteira
Dona Maria!
Dona Maria o dono da casa mandou
Joga água no terreiro
Pra não levantar poeira
Dona Maria o dono da casa mandou
Joga água no terreiro
Pra não levantar poeira
Poeira olha Dona Maria, poeira
Poeira olha Dona Maria, poeira
Poeira olha Dona Maria, poeira
Poeira olha Dona Maria, poeira
Deixa comigo!
Terreiro tá molhado
Não vai levantar poeira, por que
Não vai poluir
O bocó dos pagodeiros
Que por causa disso
Joga água no terreiro
Dona Maria, diz!
Dona Maria o dono da casa mandou
Joga água no terreiro
Pra não levantar poeira
Poeira olha Dona Maria, poeira
Poeira olha Dona Maria, poeira
Vou dizer!
Acaba de chegar
Cavaco e pandeiro e viola
Se segura minha gente
Vai começar remandiola
Tem pinga da pura
Também tem maracujá
Eu peço a rapaziada
Que é pra não se embriagar
E o pagode ficar bom
E vamos cantar este refrão:
E tá legal, tá legal
Lá nos fundo do quintal
É um tal que cheira-cheira
É um tal de espirra-espirra
Eu também quero cheirar
O rapé de Maria
E Dona Maria, vai!
Dona Maria o dono da casa mandou
Joga água no terreiro
Pra não levantar poeira

Letrasdesambarock.blogspot.com.br

(Colaboração de Barry Cox)

Nenhum comentário:

Postar um comentário